A terceira dimensão

Revista Veja, nov. 2005.

(…) Visto como o patinho feio da medicina imagética, por ser menos avançado que a ressonância ou a tomografia, o ultra-som ganhou novo fôlego com a chegada do aparelho em 3D, que faz ecocardiograma em tempo recorde. “É como se o ultrasom fosse um Fusquinha cujo motor foi turbinado”, diz Marcos Valério de Resende, chefe do serviço de ecocardiografia do Hospital São Luiz, em São Paulo.

O ultra-som em 3D fornece ótimas imagens do coração em três minutos, contra duas horas das menos precisas máquinas da geração anterior.

O exame pode definir muito melhor a necessidade de transplante, ou de implantação de um marca-passo, em casos como o dissincronismo cardíaco, no qual um lado do coração funciona melhor que o outro.

Esse tipo de tecnologia incorpora recursos de softwares de computação gráfica – muitos deles desenvolvidos pelas empresas hollywoodianas de animação e efeitos especiais.

(…) Veja o artigo completo.

Por dentro do coração

Revista IstoÉ, 07 set. 2005.

(…) Entre os destaques está um aparelho de ultra-sonografia que gera imagens do coração em três dimensões (Intelligent Ecocardiographic).

Isso permite o exame do órgão sob vários ângulos e posições em tempo real e em movimento. “Em menos de três minutos é possível ver o coração por inteiro e identificar, por exemplo, má-formação e se há seqüelas de infartos. A partir das imagens, sabe-se até se há ou não necessidade de intervenção. É um grande avanço”, explica o médico Marcos Valério de Resende, chefe do Serviço de Ecocardiografia do Hospital São Luiz, de São Paulo.

Com função semelhante, o tomógrafo Biografic Sensation 16 é outra arma poderosa.

Sua capacidade de gerar imagens em altíssima definição permite descobrir se uma coronária está obstruída sem ser preciso a realização de procedimento mais agressivo, como um cateterismo, por exemplo.
(…) Leia o artigo completo.